quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Filés de Frango ao Forno

filés-de-frango-ao-forno
Ingredientes:
  • 6 filés de frango (cerca de 900gr)
  • 1 cebola em rodelas
  • 2 tomates sem pele em rodelas
  • 1 pimentão verde em tiras finas (pode colocar amarelo e vermelho também)
  • 2 tabletes de caldo de galinha
  • 1/2 xícara de chá de água quente
  • 2 colheres (sopa) de shoyu
  • 1 colher (sopa) de orégano
  • 1 colher de azeite
Modo de Preparo:
Tempere os filés de frango com os caldos de galinha dissolvidos na meia xícara de água, shoyu e orégano, reserve. Deixe descansar por meia hora. Espalhe os filés de frango num refratário, reserve o caldo, sobre eles faça camadas com o pimentão, a cebola e o tomate. Despeje o tempero dos filés e regue com azeite. cubra com papel alumínio e leve ao forno médio-alto por 15 minutos. Retire o papel e asse até até dourar e secar o excesso de líquido.

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Chuchu recheado com lingüiça

chuchu-recheado-com-linguiça Ingredientes:
  • 6 chuchus cortados ao meio
  • 1Kg de lingüiça toscana (ou de sua preferência)
  • 1 cebola grande picadinha
  • 3 dentes de alho amassados
  • 3 tomates grande maduros picadinhos
  • 1 caldo de carne
  • salsa / cebolinha / manjericão a gosto
  • 2 colheres de extrato de tomate
  • pimenta do reino a gosto
  • mussarela ralada para polvilhar
Modo de Preparo:
Descasque os chuchus, corte ao meio no sentido do comprimento, retire um pouco da polpa e cozinhe em água e sal. Reserve.
Desmanche as lingüiças e leve a uma panela para fritar com um pouco de óleo. Quando estiver bem frita, junte primeiro o alho, depois a cebola e depois os tomates. Refogue bem. Coloque o caldo de carne, o cheiro verde e a pimenta do reino. Misture bem e junte o extrato de tomate. Deixe refogar por uns 5 minutos.
Unte uma assadeira com óleo, coloque os chuchus e encha-os com o refogado de lingüiça. Polvilhe a mussarela e leve ao forno por 20 minutos.

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Batatas Gratinadas

batatas-gratinadas
Ingredientes:
  • meio quilo de batatas
  • 1 lata de creme de leite Nestlé
  • 150g de queijo prato ralado no ralo grosso
Modo de Preparo:
Descasque as batatas, corte-as em rodelas e cozinhe em água e sal até ficarem macias, porém firmes. Escorra e coloque em um recipiente refratário pequeno, untado. Cubra com o creme de leite, distribua o queijo e leve ao forno preaquecido (180ºC) para derreter o queijo. sirva a seguir.
Minilivro: Receitas Especiais – Creme de Leite Nestlé

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Carne a moda Russa

carne-a-moda-russa

Ingredientes:

  • 500gr de alcatra cortada em tiras finas
  • suco de 1 limão
  • 2 colheres (sopa) de óleo
  • 1 cebola grande cortada em pequenos cubos
  • 1 xícara (chá) de cogumelos pequenos e inteiros
  • sal a gosto
  • 1 lata de creme de leite com soro
  • 1 colher (sopa) de mostarda

Modo de Preparo:

Tempere a carne com o suco de limão (coloquei um colherinha de tempero pronto junto).

Em uma panela, aqueça o óleo e refogue a cebola sem deixar dourar. Acrescente a carne e cozinhe mexendo, até ficar macia. Acrescente os cogumelos, frite por alguns minutos e adicione o sal (caso não use tempero pronto).  À parte, misture o creme de leite coma  mostarda e acrescente à carne.

Dica: essa receita é servida com massa cozinha passada na manteiga (eu servi com arroz branco).

Peixe com Banana

peixe-com-banana

Ingredientes:

  • 1 Kg de postas de peixe
  • suco de 2 limões
  • sal e pimenta a gosto
  • 4 bananas nanicas verdes
  • 3 colheres (sopa) de azeite de oliva
  • 1 colher (sopa) de azeite de dendê
  • 2 dentes de alho espremidos
  • 2 cebolas grandes fatiadas
  • 4 tomates picados sem sementes
  • 300gr de camarões médios
  • 1 xícara (chá) de folhas de coentro

Modo de Preparo:

Tempere o peixe com o suco de limão, o sal e a pimenta e deixe descansar por 2 horas, na geladeira.

Descasque as bananas, retire os fios e corte-as em fatias. Em uma panela, coloque as bananas, cubra-as com água e cozinhe sem deixar amolecer.

Em uma panela grande, aqueça os azeites e frite os alhos, as cebolas e os tomates. Acrescente o peixe com os temperos e cozinhe por 5 minutos.

Acrescente os camarões, o coentro, as bananas e cozinhe em fogo baixo, com a panela tampada por 15 minutos. Teste se o sal e a pimenta estão no ponto.

Dica: retire o peixe e os demais ingredientes com uma escumadeira, engrosse o caldo com farinha de mandioca e faça um belo pirão para acompanhar!

domingo, 16 de novembro de 2008

Torta de Frango – massa da Dona Angélica

torta-de-frango
A Dona Angélica é mão de um amigo (o Was – “cumpadi”) e ela faz uma torta de frango que todo mundo ama… A massa dela é muito boa! Daí, eu pedi a receita e resolvi tentar fazer. Ficou muito boa, apesar de eu ter dado uma exageradazinha no sal… ops. Segue a receita!
Massa:
  • 2 tabletes de fermento para pão
  • 4 colheres (sopa) de óleo
  • 1 copo grande de leite morno (não muito quente)
  • 1 colher (sopa) de sal
  • 2 colheres (sopa) de açúcar
  • 1 ovo
  • 1 colher de margarina
  • farinha de trigo até dar liga (aproximadamente 700gr)
Modo de Preparo:
Numa tigela, coloque o fermento e o leite morno e dissolva. Junte o restante dos ingredientes aos poucos, deixando por último o trigo. Sove a massa muito bem, muito bem mesmo! Deixe descansar uns 40 minutos.
Recheio:
  • 1 peito de frango cozido e desfiado
  • 2 dentes de alho amassados
  • 1 cebola média, picadinha
  • 1 tomate picadinho
  • salsinha, cebolinha e manjericão picadinhos a gosto
  • azeite ou óleo (para refogar)
  • 1 colher (sobremesa) de colorau
  • milho e ervilha (opcional)
  • 150gr azeitonas verdes picadinhas
  • 1 caldo de galinha
  • sal e pimenta-do-reinoa gosto
  • 800gr de catupiry
Modo de Preparo:
Numa panela, aqueça o azeite e refogue o alho. Junte a cebola e frite. Junte o tomate, refogue bem, junte a salsinha, a cebolinha e o manjericão, o caldo de galinha, o colorau, o milho, a ervilha e a azeitona. Quando estiver bem refogado, junte o frango desfiado, misture bem, acerte o sal e a pimenta. Abaixe o fogo e junte o catupiry, misture tudo e pronto!
Montagem:
Divida a massa em duas partes, abra a primeira parte e forre uma assadeira grande, espalhe o recheio, e cubra com a outra parte da massa.
Você pode fazer o recheio que quiser, essa foi só uma sugestão!

Bifes na Forma

bifes-na-forma

Ingredientes:

  • 1/2 Kg de carne cortada em bifes
  • sal e pimenta-do-reino a gosto
  • 2 dentes de alho amassados
  • 2 colheres (sopa) de vinagre
  • óleo para untar
  • 2 cebolas cortadas em rodelas
  • 1 xícara (chá) de salsa picada
  • 2 pimentões cortados em tiras
  • - 2 tomates cortados em rodelas

Modo de Preparo:

     Tempere os bifes com, sal, pimenta-do-reino, o alho e o vinagre. Unte com óleo uma panela grande. Arrume os bifes em camadas, intercalando com a cebola, o tomate, a salsa e o pimentão. Tampe a panela e leve ao fogo brando, sacudindo de vez em quando para não grudar. Quando os bifes estiverem macios, retire do fogo e sirva, acompanhado de arroz branco e salada verde.

Obs..: eu dei uma “dourada” nos bifes antes de arrumá-los em camadas, para que não ficassem branquinhos… daí eles ficaram coradinhos e deliciosos!

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Frango com Berinjela

frango-com-beringela
Ingredientes:
- 6 colheres (sopa) de azeite
- 1 e 1/2 berinjela picada
- 10 tomates-cereja cortados ao meio
- sal a gosto
- 4 sobrecoxas de frango desossadas, sem pele e cortadas em pedaços médios
- 1 cebola cortadas em pétalas
- 10 folhas de manjericão
- 150gr de queijo parmesão ralado grosso.
Modo de Preparo:
Em uma frigideira grande, aqueça um pouco de azeite e frite a berinjela e os tomates. Tempe com sal e cozinhe até a berinjela começar a escurecer. Retire do fogo e reserve. Adicione a cebola até dourar por igual. Acrescente o alho, sal, o manjericão e misture bem. Retire do fogo e adicione à mistura de berinjela e o tomate. Polvilhe com parmesão e sirva em seguida.
* Usei a sobrecoxa desossada já temperada, então não usei sal na receita.

domingo, 2 de novembro de 2008

Salada de Macarrão

salada-de-macarrão-02
Ingredientes:
  • 1 pacote de macarrão tipo parafuso cozido
  • 1 cebola picadinha
  • 1 cenoura ralada
  • 200gr de peito de peru defumado picado em cubos
  • 200gr de mussarela picada em cubos
  • 1 tomate picado em cubos
  • 1 caixinha de milho e ervilha
  • salsinha e manjericão picadinhos a gosto
  • sal e pimenta-do-reino a gosto
  • suco de meio limão
  • 1 caixa de creme de leite
  • 5 colheres de maionese
Modo de Preparo:
Junte tudo numa tigela grande, misture bem. Deixe gelar por 30 minutos. sirva!

sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Panaché de legumes

panaché-de-legumes
Ingredientes: - 4 cenouras
- 1 lata (se possível, use ervilhas frescas) de ervilhas escorridas
- 1 chuchu
- 200 g de vagem
- alguns raminhos de couve-flor
- 1/2 cebola picada
- 2 copos de leite
- 1 colher (sopa) de farinha de trigo
- 1 colher (sopa) de manteiga
- 4 colheres (sopa) de queijo gruyére ralado
- sal a gosto
- pimenta a gosto
- noz-moscada a gosto
Modo de Preparo:
     Cozinhar em água e sal, picados, cenouras, chuchu, vagens, couve-flor. Escorrer e juntar a ervilha. Refogar a cebola na manteiga, acrescentar a farinha dissolvida no leite, sal, pimenta e noz-moscada, mexendo até engrossar. Colocar os legumes numa travessa refratária, cobrir com molho branco, polvilhar com queijo e levar ao forno.
Obs.: eu usei também abobrinha e mandioquinha (pois tinha na geladeira).

quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Barcas de Berinjela ao Forno

barcas-de-beringela-ao-forno
Ingredientes:
- 4 Berinjelas
- 1/2 Kg de carne moída magra
- Parmesão Ralado
- 2 tomates s/pele e s/semente
- 1 xícara de farinha de rosca
- 1 cebola picada
- 3 colheres de azeite extra-virgem
- 1 dente de alho espremido
- orégano
- vinagre
Modo de Preparo:
Corte as berinjelas em barcas (ao meio), retire uma parte do miolo e descarte, coloque -as em água, vinagre e sal, deixe por 20 minutos.
Recheio:
Aqueça uma panela, coloque o óleo e refogue a cebola e o alho, ponha a carne e os tomates, mexa e refogue até incorporar, coloque aos poucos a farinha de rosca até obter uma mistura homogênea porém úmida. Enxágüe as berinjelas em água corrente, recheie-as com o refogado, coloque o parmesão por cima, salpique o orégano e leve ao forno num refratário com um pouco de água no fundo. Asse em fogo médio por 20 minutos em forno pré-aquecido. Sirva como entrada ou prato principal.

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Frango ao Creme de Cebola

frango-ao-creme-de-cebola
Ingredientes:
- 1 pacote de creme de cebola
- 1 lata de creme de leite
- 1 Kg de sobrecoxas de frango cortadas ao meio, sem pele
Modo de Preparo:      Misture o creme de cebola com o creme de leite até formar uma mistura homogênea. Com a ajuda de uma faca, faça pequenos talhos nos pedaços de frango e besunte com essa mistura. coloque-os em uma assadeira e asse em forno médio (180°C) por cerca de 90 minutos. Sirva a seguir.
Minilivro Creme de Leite – Receitas Especiais Nestlé

Saladinha de Verão

saladinha-de-verão
Ingredientes:
- 2 cenouras picadinhas em cubos
- 300gr de vagem picadinha em rodelinhas
- água para cozinhar os legumes
- 1 colher (sopa) de sal
Tempero: - 2 colheres (sopa) de salsinha picada
- 1 colher (sopa) de manjericão picado
- 3 colheres (sopa) de cebola picadinha
- suco e 1 limão
- 4 colheres de azeite
- pimenta-do-reino a gosto
- sal a gosto
Modo de Preparo:     Cozinhe os legumes e deixe esfriar.
    Numa tigela, coloque os legumes depois de frios, e junte os ingredientes do tempero. Deixe gelar um pouco antes de servir.

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Lombo com Batata

Lombo-com-batata
Ingredientes:
- 1,5Kg de lombo de porco magro (peça inteira)
- suco de 2 limões
- 2 dentes de alho espremidos
- 2 colheres (sopa) de molho de soja (shoyu)
- 2 colheres (sopa) de catchup
- 1 colher (café) de molho de pimenta (opcional)
- 2 folhas de louro picadas
- sal a gosto
- 3 batatas grandes cortadas em fatias grossas
- 3 colheres de sopa de azeite de oliva
- papel-alumínio
Modo de Preparo:
    Corte o lombo em fatias grossas, sem separá-las, e tempere-as com o suco do limão, o alho, o molho de soja, o catchup,a pimenta, o louro e o sal. Deixe na geladeira marinando por 2 horas.
    Com cuidado para as fatias não se soltarem, coloque a carne em uma assadeira. Entre as fatias abertas, coloque a batata. Regue com metade do azeite.
    Cubra a assadeira com papel alumínio e leve ao forno médio, pré-aquecido, por 1 hora e meia.
    Retire o papel-alumínio, pincele o restante do azeite e deixe assar até que a carne e as batatas fiquem coradas.
    Sirva com farofa e fatias de limão.
Fonte: Revista Receita Minuto nº 36

sábado, 18 de outubro de 2008

Pão de Queijo Frito

pão-de-queijo-frito
Aprendi esta receita esta semana no Receita Minuto, adorei e resolvi fazer…
Esse pãozinho frito é fácil de fazer, com poucos ingredientes, serve qualquer ocasião: festinhas, papo com amigos, acompanhando uma cervejinha, para o lanche da tarde… todos gostam!
Não deixem de provar.
Ingredientes:
- 500g de queijo meia cura ralado
- ½ xícara (chá) de polvilho doce
- 2 a 3 ovos
- 1 colher (chá) de fermento em pó
Modo de fazer:      Misture tudo muito bem enrole bolinhas e frite em óleo não muito quente.
Luzinete Veiga

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Torta de Maçã Fast-Food

tortinha-de-maçã-fast-food
Ingredientes: - 200g de massa para pastel
Recheio:
- 2 maçãs
- suco de 1 limão
- 1 xícara (chá) de açúcar
- 1 colher (sobremesa) de canela
- ½ xícara (chá) de água
- 1 colher (sopa) de amido de milho
Demais ingredientes: - 2 xícaras (chá) de óleo
- 1 xícara (chá) de açúcar
- 3 colheres (sopa) de canela
Modo de preparo:     Em uma panela, aqueça o açúcar e acrescente as maçãs. Coloque a canela e o amido de milho dissolvido em água. Deixe apurar, e em seguida desligue o fogo e deixe esfriar. Para a montagem, corte a massa em quadrados, espalhe o recheio sobre a massa, feche e frite em óleo bem quente. Passe a tortinha na mistura de açúcar com canela.

sexta-feira, 10 de outubro de 2008

Gratinado de Legumes

gratinado-de-legumes  
Ingredientes:
- 1 cenoura grande cortada em quatro
- 1 batata média descascada e cortada em gomos
- 1 chuchu pequeno sem casca e cortado em quatro
- 1/2 repolho pequeno cortado em gomos
- 1 batata-doce média sem casca cortada em quatro
- 10 vagens médias limpas
- 2 maxixes partidos ao meio
- 250 g de abóbora em cubos
- 1 cebola média em 4 gomos
- 6 folhas de couve em tiras finas
- 1 litro de caldo de legumes caseiro sem sal
- 1 xícara (chá) de queijo de minas ralado
- sal a gosto
Modo de Preparo:
    Ligue o forno à temperatura média. Coloque numa assadeira refratária, de 25 cm x 35 cm, a cenoura, a batata, o chuchu, o repolho, a batata-doce, a vagem, o maxixe, a abóbora, a cebola e a couve. Polvilhe com sal e regue com o caldo de legumes. Cubra a assadeira com papel-alumínio e leve ao forno por 30 minutos, ou até os legumes ficarem macios. Retire do forno, polvilhe o queijo ralado e volte ao forno por mais 15 minutos, ou até dourar. Retire do forno e sirva.
Obs.: na ausência de queijo ralado, utilizei queijo branco picado em palitinhos.

quinta-feira, 9 de outubro de 2008

Carne de Panela com Cerveja Preta

carne-de-panela-com-cerveja-preta

Ingredientes:
- 1 peça de alcatra ou qualquer carne para fazer na panela, +/- 1Kg (usei paleta)
- 1 ou 2 latas de cerveja preta Caracu (usei 1 garrafinha de Malzibier) 
- 1 pacote de creme de cebola em pó (sopa pronta)
- 2 dentes de alho
- pimenta do reino
- azeitonas pretas (verde também funciona)
- champignon
- tomilho fresco (opcional)

Modo de Preparo:

     Sele a carne: Usando uma panela de pressão, com um fina camada de azeite quente, doure a peça inteira da carne em todos os lados, para “selar” os sulcos dentro da carne e garantir sua maciez no final.
     Adicione o alho picado e azeitonas refogando um pouco com a carne. Adicione a cerveja preta. Se tiver um pedaço grande de alcatra, com mais de 1Kg e quiser fazer bastante molho da carne, use 2 latas de cerveja e 2 copos de água. Ou pode usar apenas 1 lata de cerveja e 1 copo de água. Adicione o champignon e o creme de cebola. Adicione as folhas de tomilho a gosto. Ao ferver feche a panela de pressão por aproximadamente 35 minutos.
     Depois de abrir a panela de pressão, regule a consistência do molho deixando ou não mais no fogo.

   Antes de fazer a carne, deixei marinando por uma noite em alho, pimenta, uma pontinha de colher de tempero pronto, cheiro verde e vinagre.

     Sirva com Arroz branco… Delícia!

Bolinho de Arroz com Espinafre

bolinho-de-arroz-com-espinafre
Ingredientes:
- 2 xícaras (chá) de arroz cozido
- 4 ovos
- 1/2 xícara (chá) de queijo de minas curado ralado
- 6 colheres (sopa) de óleo
- folhas e talos macios de 1 maço médio de espinafre cozidos
- folhas de 1/2 maço médio de salsinha
- sal e pimenta-do-reino a gosto
Modo de Preparo:
    Ligue o forno à temperatura média. Bata no processador o arroz, as gemas, o queijo, 4 colheres (sopa) de óleo, o sal e a pimenta-do-reino, até obter uma massa cremosa. Transfira para uma tigela e misture o espinafre picado e a salsinha. Junte as claras em neve e mexa até ficar homogêneo. Com o óleo restante, unte 8 forminhas de empada, com capacidade para 100 ml cada uma, e distribua a massa. Leve ao forno por 20 minutos, ou até que enfiando um palito nos bolinhos ele saia limpo. Desenforme-os ainda mornos.
     Você também pode fazer do modo tradicional, misturando tudo numa tigela e depois fritando-os… fica muito bom!

segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Salmão à Moda

salmão-à-moda
Peguei esta receita no site “Tudo Gostoso”, fiz, acrescentei umas coisinhas, e ficou óóóóótimo!!!
Ingredientes: - 1 salmão inteiro
- Sumo de 2 laranjas
- Sumo de 1 limão
- Sal quanto baste
- pimenta do reino a gosto
- 3 dentes de alho amassados
- cheiro verde picadinho
- 1 cebola em lâminas
- 100gr cogumelos grandes
- 50gr de alcaparras
Modo de Preparo:     Tempere o salmão com o suumo das laranjas, o sumo do limão, sal, pimenta, alho e cheiro verde, deixe marinando de um dia para outro.
    No dia seguinte, colocar as cebolas em lâminas em um recipiente refratário, o salmão e os cogumelos laminados por cima do peixe.
    Levar ao forno convencional cerca de 30 minutos, regando sempre com a marinada de limão e laranja.
    Quando der uns 20 minutos de forno, coloque as alcaparras por cima, e deixe o restante do tempo.
    Você pode servir com, arroz branco, purê de batatas ou purê de mandioca e uma boa salada.
Receita original:
http://tudogostoso.uol.com.br/receita/5987-salmao-a-minha-moda.html

domingo, 5 de outubro de 2008

Macarrão Cremoso

macarrão-cremoso

Ingredientes:
- 1 pacote de macarrão talharim (ninho) nº 2 ( mais fino)
- 1 copo de requeijão cremoso
- 1 lata de molho de tomate pronto
- 150 gramas de presunto ralado ou cortado em tiras finas
- 150 gramas de mussarela ralada ou cortada em tiras finas
- 2 cubos de caldo de galinha
- 1 litro de água
- Sal a gosto

Modo de Preparo:
    Leve para ferver a água com o sal e o caldo de galinha. Enquanto isso em um refratário coloque o molho de tomate, depois arrume os ninhos, dentro dos buraquinhos dos ninhos coloque requeijão até preencher todo o espaço. Coloque então o presunto e por cima a mussarela. Agora jogue por cima a água fervendo. Leve ao forno em fogo alto por 25 minutos. Retire do forno e deixe esfriar um pouquinho, para dar maior cremosidade. Sirva a seguir.
    O tempo de forno é muito importante, pois se passar do tempo o macarrão não ficará al dente.

quinta-feira, 2 de outubro de 2008

Macarrão de Panela de Pressão

macarrão-de-panela-de-pressão
Ingredientes:
  • 1 pacote (500gr) macarrão tipo parafuso
  • 2 linguiças calabresas em rodelas
  • 1 cebola picadinha
  • 2 dentes de alho amassados
  • 1 cubo de caldo de carne
  • 3 colheres (sopa) de azeite
  • 1 lata de extrato de tomate
  • 1 caixinha de creme de leite
  • cheiro-verde picadinho
  • sal, orégano e pimenta do reino a gosto
  • água
Modo de Preparo:
     Numa panela de pressão coloque o azeite, aqueça e frite a linguiça calabresa. Depois de fritinha, junte o alho e depois a cebola, refogue bem. Junte o cheiro-verde, a pimenta-do-reino e o orégano, mexa. Junte o extrato de tomate, o creme de leite e um pouco de água, misture bem e acerte o sal. Coloque o macarrão cru cubra com água e misture bem. Feche a panela de pressão. Conte 3 minutos após comear a chiar. Desligue, deixe sair a pressão, abra e mexa bem. Sirva com queijo ralado de sua preferência.
Opções: você pode substituir a linguiça calabresa por: 6 gomos de linguiça drestrinchada ou 1 peito de frango em cubos ou carne moída refogada, ou carne de soja refogada, ou pedaços de carne refogado… fica a seu gosto!

Escondidinho de Mandioca com Músculo

escondidinho-de-mandioca-com-musculo
Receita da Revista Guia da Cozinha nº 42, testada e aprovada!!!
Ingredientes:
  • 1 colher (sopa) de manteiga
  • 4 xícaras (chá) de mandioca cozida e amassada
  • 2 latas de creme de leite
  • sal a gosto
  • 1 kg de músculo picado
  • 2 cubos de caldo de legumes
  • 2 colheres (sopa) de azeite
  • 2 dentes de alho picados
  • 2 cebolas picadas
  • 3 folhas de louro
  • sal e pimenta-do-reino a gosto
  • 1 e 1/2 xícara (chá) de tomates sem sementes picado
  • 2 colheres (sopa) de salsa picada
  • 1 xícara (chá) de quejo mussarela ralado.
Modo de Preparo:
     Em uma panela, aqueça a manteiga e misture a mandioca e o creme de leite. Tempere com sal e mexa. Reserve. Em uma panela de pressão, coloque a carne, o caldo de legumes, cubra com água e cozinhe por 20 minutos, após começar a chiar. Retire a pressão, abra a panela, escorra e deixe esfriar. Desfie a carne e reserve. Em uma panela, aqueça o azeite e frite o alho, a cebola e o louro. Junte o tomate, a carne desfiada e refogue. Tempere com sal, pimenta, retire do fogo e polvilhe com salsa. Coloque esse refogado num refratário e cubra com a massa de mandioca. Polvilhe com a mussarela e leve ao forno médio, preaquecido, por 30 minutos. Sirva.

Mini Pizzas

pizzas01
Sabores:
Baianinha: Mussarela, calabresa moída, pimenta calabresa, cebola, azeitonas
Canadense: Mussarela, lombinho canadense, catupiry, tomate
Portuguesa: Mussarela, presunto, milho, ervilha, ovo cozido, cebola, azeitona
Palmito: Mussarela, palmito, catupiry
São 35 sabores diferentes, todas acompanham molho de tomate e orégano.
pizzas02

sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Macarrão Marguerita da Carina

macarrão-marguerita-da-carina
Ingredientes: - 500gr de macarrão tipo espagueti cozido
- 50ml de azeite
- 2 dentes de alho picadinho
- 1 cebola pequena picadinha
- 4 tomates maduros picadinhos
- manjericão (bastante)
- 300gr de queijo branco picado em cubos (pode substituir por mussarela de búfala)
- sal e pimenta a gosto
Modo de Preparo:     Coloque o azeite, doure o alho e depois junte a cebola e doure. Junte os tomates o sal e a pimenta e refoque até dar uma leve murchada. Junte o Manjericão picadinho e o queijo, mexa bem. Junte o macarrão cozido e sirva!

Benefícios da Castanha do Pará

castanha do pará
O nome em inglês da castanha-do-pará, Brazil nut, já revela tudo sobre a origem dessa semente, que saiu da Floresta Amazônica para conquistar o mundo. A castanha-do-pará é uma fruta oleaginosa, composta em boa parte de gorduras benéficas, que ajudam a evitar o colesterol alto e protegem o coração. Além disso, é rica em proteínas e nutrientes: ácido fólico, vitamina E, cálcio e potássio.
Mas sua grande riqueza é o selênio, um mineral antioxidante, que combate os radicais livres, fortalece o sistema imunológico e, segundo pesquisas, ajuda a evitar tumores. A quantidade de selênio na castanha-do-pará é tão grande que apenas uma unidade diária supre as necessidades do corpo.
castanha do pará 2
  • Dicas:
  • a castanha-do-pará pode ser consumida in natura, como outras frutas secas, em receitas doces e salgadas, ou ainda em forma de farinha e óleo, comuns na região amazônica.
  • apesar de todos os seus benefícios, ela não deve ser consumida em excesso, pois é muito calórica, composta por mais de 60% de gorduras.
Revista Coop – ano XXVII – nº 289 – março/2008

sábado, 20 de setembro de 2008

Talharim com Espinafre da Carina

macarrão-com-espinafre-da-carina









Ingredientes: - 500gr de talharim cozido
- 1 maço de espinafre
- 3 dentes de alho picadinho
- 1 cebola bem picadinha
- 2 tomates grandes maduros picadinhos
- cebolinha / salsinha picadinha a gosto
- 1 caldo de legumes
- 1 copo de requeijão cremoso
- 1 caixinha de creme de leite
- óleo para refogar
- orégano a gosto
- sal e pimenta a gosto
Modo de Preparo:
Cozinhe o espinafre, escorra bem e pique, reserve.
Numa panela aqueça o óleo, doure o alho, junte a cebola e deixe fritar bem. Junte os tomates picados e o cheiro verde. Tempre com o caldo, sal, pimenta e orégano. Quando o tomate murchar, junte o espinafre, misture bem. Junte o requeijão cremoso, misture bem. Junte o creme de leite, corrija o sal, misture bem, deixe apurar por 5 minutos. Junte a massa cozida, misture bem e sirva!

sábado, 13 de setembro de 2008

Mac e Cheese (Macarrão e Queijo)

mac-cheese









 Ingredientes - 400 g de macarrão do tipo parafuso (ou espiral) cozido al dente
- 4 xícaras (chá) de creme de leite fresco
- 1 colher (café) de noz-moscada em pó
- sal e pimenta-do-reino a gosto
- salsinha picada a gosto
- 8 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado
- 400 g de queijo mussarela ralado
- 200 g de bacon cortado em cubinhos e frito
Modo de Preparo Numa tigela misture o macarrão do tipo parafuso cozido al dente, o creme de leite fresco, a noz-moscada em pó, sal e pimenta-do-reino a gosto, salsinha picada a gosto, o queijo parmesão ralado, o queijo mussarela ralado e o bacon cortado em cubinhos e frito. Misture muito bem e leve para um refratário untado com manteiga e leve para forno pré-aquecido a 170 graus por 25 a 30 minutos e até que fique totalmente gratinado sem ficar ressecado por dentro. Sirva imediatamente com carne assada.
Obs: ainda pode acrescentar nesta mistura, frango cozido e desfiado, ervilhas frescas, ou mesmo colocar só os queijos e o creme de leite, vai do seu gosto!
* Essa receita foi apresentada no Mais Você (Ana Maria Braga), e como me pareceu deliciosa, resolvi fazer e não me arrependi. É excelente!!!!

sábado, 6 de setembro de 2008

Yakisoba by Carina

yakisoba-by-carina
Ingredientes:
- 500g de macarrão para yakisoba pré-cozido
- 3 bifes de patinho (cortado tipo sassami)
- 1 peito de frango (cortado tipo sassami)
- 300 gr de camarão (opcional)
- 100 gr. Salsão picadinho
- 100 gr de acelga picada
- 2 cenouras em rodelas
- 1 cebola em pétalas
- 1 pimentão vermelho em pedaços
- 1 pimentão amarelo em pedaços
- 200 gr de brócolis
- 200 gr. couve-flor
- 100 gr. ervilha torta
- 100 gr. broto de feijão (opcional)
- gengibre (opcional)
* eu costumo comprar os ingredientes (legumes) já picados em bandejinhas no supermercado.
- 200gr. cogumelo (champignom, shiitake, shimeji)
- 1 xícara (chá) de shoyo
- 1 vidro de molho pronto para yakisoba sakura
- óleo de gergelim
- sal
Modo de Preparo: Cozinhe o macarrão AL dente, e reserve.
Pique a carne, tempere com shoyo e uma colher (café) amido de milho, e reserve.
Pique o frango, tempere com shoyo e uma colher (café) amido de milho, e reserve.
Deixe o camarão no shoyo também.
Pique os legumes duros (brocolis, couve-flor, cenoura, ervilha torta) pique em pedaços grandes e deixe de molho em água quente com um pouco de sal.
Numa panela tipo wok (ou numa panela grande), frite primeiro o frango (se tiver óleo de gergelim melhor), não precisa deixar tostar e reserve. Depois, frite a carne, do mesmo modo, e reserve. Reserve o caldo que solta da carne.
Na mesma panela, coloque um pouco de óleo, frite a cebola (não deixe amolecer muito), junte o salsão e o pimentão. Escorra os legumes duros e junte na cebola com pimentão. Quando estiverem amolecendo, coloque as carnes, junte um pouco de shoyo e deixe apurar.
Junte o molho pronto para yakisoba, a acelga, o broto de feijão, o gengibre e o cogumelo, deixe apurar. Se achar necessário, pode colocar mais shoyo e corrigir o sal.
Não deixe os legumes cozinharem muito, é bom que fiquem al dente.
Numa outra panela, frite o macarrão cozido, em óleo de gergelim e depois junte ao refogado.
Sirva. Rende umas 10 porções bem servidas.

sexta-feira, 5 de setembro de 2008

Couve-flor Expressa



Ingredientes:
- 1 maço de couve-flor
- 1 colher (sopa) de caldo de galinha
- 200g de presunto em fatias
- 200g de mussarela em fatias
- 4 colheres (sopa) de maionese
- 2 colheres (sopa) de mostarda
- 1 pacote de queijo ralado
Modo de preparo:
Em uma panela grande com água, cozinhe a couve-flor com o caldo de galinha até que ela fique macia. Em seguida, faça canudos com o presunto e a mussarela e vá intercalando na couve-flor. Faça uma mistura com a maionese, a mostarda e o queijo ralado e passe na couve-flor. Leve ao forno para gratinar.

Brócolis Gratinado

brócolis-gratinado
Ingredientes: - 1 maço de brócolis limpo e cozido
- 2 colheres (sopa) de margarina
- 1 xícara (chá) de cebola picada
- ½ xícara (chá) de salsinha
- 1 colher (chá) de orégano
- 1 colher (sopa) de sal
- 2 xícaras (chá) de mussarela picada
- 2 ovos batidos
- 1 xícara (chá) de leite
- 2 colheres (sopa) de farinha de trigo
- 1 xícara (chá) de creme de leite
- 1 pitada de pimenta
Modo de preparo: Em uma panela derreta a margarina. Refogue a cebola, tempere com sal e pimenta, misture bem. Junte a farinha dissolva no leite e cozinhe por 5 minutos. Em seguida, coloque o creme de leite, a salsinha e a mussarela. Em um refratário, espalhe metade do creme, coloque o brócolis e o restante do creme. Bata os ovos, espalhe por cima, salpique queijo ralado e orégano. Leve para gratinar.

Tempero Caseiro Arisco

tempero caseiro arisco
Para quem gosta de novos sabores, o Tempero Caseiro Arisco é uma ótima sugestão. Pode ser usado em carnes, arroz, molhos, aves... aonde você preferir.
Costumo usar o Tempero Tradicional, principalmente para temperar carnes bovinas e suínas, ele tem a medida certa de sal e de todos os ingredientes. É só usar uma colher de chá para cada meio quilo de carne, costumo colocar além do tempero, cheiro verde picado, vinagre ou limão, ou vinho (dependendo da carne que será feita. Deixar marinando de um dia para outro e pronto... fica ótimo, para fazer uma boa carne de panela, carne assada, pernil, costela... e muito mais!
Ainda não usei o Tempero de Ervas, mas deve ser ótimo também!
Bom... essa é mais uma dica ou sugestão... como preferirem...
Abraços

quinta-feira, 4 de setembro de 2008

Batata Gratinada com Provolone

batata-gratinada-com-provolone  
Ingredientes:
- 1 kg de batata cozida(s)
- 2 lata(s) de creme de leite
- 300 gr de queijo prato
- 100 gr de provolone
- 2 colher(es) (sopa) de salsinha picada(s)
- 100 gr de margarina
- 4 unidade(s) de cebola ralada(s)
- 1 tablete(s) de caldo de legumes
- 2 dente(s) de alho picado(s)
Modo de Preparo: Refogue as cebolas com a margarina, acrescentando o alho e a salsinha. Adicione o creme de leite, e por fim o caldo de legumes. Quando abrir fervura desligue. Cozinhar as batatas, cortá-las em rodelas médias. Montagem: untar uma forma refratária com margarina ou azeite, colocar as batatas em fileiras adicionar molho branco e parte do queijo prato, colocar mais uma camada de batata e o molho e o queijo prato adicionar o restante do molho com a última camada de batata e, por último, colocar o queijo provolone. Levar ao forno para gratinar.

sábado, 23 de agosto de 2008

Carne com Legumes

Acabei de fazer!!!!
Carne com legumes e shoyo... fica uma delícia! Segue a receita, é rápido e fácil.
carne-com-legumes
Ingredientes:
  • 3 bifes de patinho picados em quadrados
  • 1 cebola em pétalas
  • 1 pimentão vermelho em quadrados
  • 200gr cenouras picadas em palitos
  • 200gr vagem cortadas ao meio
  • 200gr brócolis picado grande
  • 200gr couve-flor picado grande
  • sal, limão, pimenta do reino e algum tempero pronto (para temperar a carne)
  • 1 xícara (chá) shoyo
  • 1 colher (sobremesa) trigo
  • salsinha e cebolinha
  • sal e pimenta do reino a gosto
Modo de Preparo:
Pique a carne, tempere com sal, limão, pimenta do reino, tempero pronto, 1 colher de trigo e um pouco de shoyo, reserve.
Pique os legumes duros (cenoura, vagem, brócolis e couve-flor) coloque numa tigela com aguá fervendo e um pouco de sal, reserve.
Pique a cebola, o pimentão e o cheiro verde.
Numa panela anti-aderente, coloque uma colher de sopa e óleo (de gergelim de preferência) e frite a carne. Quando estiver frita, mas não tostada, junte a cebola, deixe fritar um pouco. Junte o pimentão e o cheiro verde e misture. Escorra os legumes, e junte na panela, coloque o shoyo, misture bem (se quiser, pode colocar um pouco de água), tampe a panela e deixe até os legumes amolecerem, mas continuarem al dente, mexa sempre. Deixe que o caldo seque bem, e sirva!
Acompanha bem um arroz....

quinta-feira, 21 de agosto de 2008

Pudim de Leite em Pó

pudim-de-leite-em-pó
Ingredientes:
  • 1 xícara (chá) de leite em pó
  • 3/4 de xícara (chá) de açúcar
  • 2 ovos
  • 1 colher (sopa) de farinha de trigo
  • açúcar para caramelizar
Modo de Preparo:
Coloque todos os ingredientes no liquidificador e bata. Despeje a mistura numa fôrma de pudim caramelizada e leve para assar em banho-maria. Desenforme e sirva.
Dica: essa receita não rende um pudim muito grande, então quando eu fiz dobrei a receita.

sexta-feira, 15 de agosto de 2008

Culinária do Brasil - Bebidas

As bebidas alcoólicas indígenas e africanas não eram destiladas, apenas fermentadas. Havia por sua vez, três principais bebidas consumidas na África: o vinho da palma da palmeira do dencaipirinhadê; uma mistura de sementes, do sorgo e de milhetos amassados; e uma feita de milho. Com a criação da indústria do açúcar, os portugueses criaram também a indústria do álcool no Brasil.
Para beber água os indígenas dirigiam-se a fontes, riachos e poços e além de bebidas refrescantes feitas somando-se frutas, como o aluá e o açaí, faziam bebidas alcoólicas mascando mandioca, milho e batatas cozidas e deixando-os fermentar, após o quê a massa era fervida tarefa, entretanto, exclusiva das mulheres. As bebidas alcoólicas eram utilizadas em rituais para consumo em grupo. Cada cabana produzia a sua bebida e os indígenas iam de cabana em cabana bebendo em épocas de colheita. Também não costumavam beber enquanto comiam.
Entre o século XVII e o início do XVIII, a borra da cana recebia o nome de cagassa ou cachassa, nome de origem espanhola, país onde a borra do vinho recebia esse nome. Com a abundância dessa sobra do processo de produção do açúcar, os portugueses cogitaram destilá-la à imitação das técnicas de produção do rum e da tafia ou ratafia, bebida consumida na América Central. O nome se popularizou na segunda metade do século XVIII e já no século XIX havia inúmeros pequenos engenhos espalhados pelo país para a fabricação de rapadura e aguardente.
cerveja As bebidas mais populares eram, por exemplo, a sangria, mistura de vinho com açúcar e água e os licores de técnica local ou importados da França e de Portugal e que só ganharam prestígio no Segundo Reinado, quando eram servidos ao fim dos jantares da aristocracia. Outras bebidas foram introduzidas no país acompanhando os estrangeiros, com a abertura dos portos em 1808. A cerveja tornou-se comum no século XIX, mas havia sido introduzida no país desde fins do século XVIII. Havia diversas cervejarias a princípio nas cidades litorâneas, mas depois nas maiores cidades e a Antártica e a Brahma foram fundadas em 1888 e 1904 respectivamente. Era consumida apenas em bares e botequins até a popularização da geladeira.cafe
O café, cafezinho, demorou a se popularizar sendo consumido a princípio como remédio ou sedativo. Formou-se o hábito de ser servido para visitas, preparado na hora e também tomado em padarias e confeitarias.
Fonte: Wikipédia

Culinária do Brasil - Folclore e superstições

A maioria das superstições brasileiras à mesa tem origem portuguesa. Algumas tribos indígenas evitavam apenas comer seus animais totem e os escravos tinham o costume de não deixar restos de comida no prato para que não pudessem ser utilizados por seus inimigos.
A base das restrições envolve a mistura de comidas e a ingestão de bebidas após certos alimentos. A salada de frutas, por exemplo, era mal vista devido a isso. Da mesma forma, a ingestão de cachaça após certos alimentos como leite, mangas, melancias, bananas e farinha, ou o leite com pinhas, banana-anã, jacas e principalmente, mangas. O leite, aliás, por ser visto como um alimento completo não necessitaria de outros e por isso a mistura faria mal à saúde. Outras restrições envolvem o comer em excesso que causaria doenças, como o consumo da cana-de-açúcar e de melancias ao sol e ainda outros alimentos teriam efeitos medicinais, como a cachaça que cortava os efeitos da gripe e dos resfriados e as frutas cítricas.
Algumas crenças envolviam o credo religioso católico, quando evitavam falar "nomes feios" à mesa, comer despido, ou de chapéu, por acreditar que fosse uma ofensa a Jesus, ao Anjo da Guarda ou a algum santo que estivesse presente durante as refeições. Ainda devido a religião era o tabu dos treze convivas à mesa, isso porque durante a Última Ceia, havia treze pessoas à mesa.
Quando da utilização do fogão à lenha algumas superstições envolviam o acendimento e o apagamento da chama. Por exemplo, a utilização de papel para acender o fogo, fazia com que a comida ficasse sem sabor. Não se devia apagar o fogo com água, ou pisando-se sobre as brasas, nem acendê-lo pelo meio ou atiçá-lo com objetos metálicos. Jogava-se alho ao fogo para afugentar o diabo quando o fogo estivesse soltando faíscas.
Durante o preparo, há ainda a crendice da boa e da má mão. Ter boa mão é preparar a comida com qualidade, de forma rápida. Culpa-se a má mão quando não se acertam os temperos ou o preparo. Ainda outras crenças envolvendo o preparo incluem o mexer a comida em uma única direção e por uma única pessoa e a proibição de bater na borda da panela com a colher o que poderia ameaçar o preparo, "fazê-lo desandar".
Fonte: Wikipédia

Culinária do Brasil - Regiões

Os hábitos alimentares variam de região para região de acordo com a história, tanto que é normal desconhecerem-se os quitutes de outras regiões. Assim, no litoral do Nordeste há grande influência africana na culinária, com destaque para o acarajé, vatapá e molho de pimenta; no Norte há uma maior influência indígena, no uso da mandioca e de peixes; no Sudeste há pratos diversos como o feijão tropeiro e angu ligados aos bandeirantes, em Minas Gerais, e a pizza em São Paulo, influência dos imigrantes; e no Sul do país há forte influência da culinária italiana, em pratos como a polenta e também da culinária alemã. O churrasco é típico do Rio Grande do Sul.
Norte Os pratos do Norte do Brasil têm maior influência dosPato_no_Tucupi ingredientes indígenas. Pratos conhecidos incluem o picadinho de jacaré (prato feito com a carne do jacaré), o pirarucu de casaca, preparado com azeitonas, ovos e cheiro-verde, o tacacá, o açaí, o pato no tucupi, prato consumido geralmente na época do Círio de Nossa Senhora de Nazaré, e a maniçoba.
Nordeste
A culinária nordestina é fortemente influenciada pela suas condições geográficas e econômicas ao longo da história, assim como pela antiga mistura das culturas portuguesa, indígena e africana, iniciada ainda no século XVI. As comidas quase sempre têm como ingredientes produtos vegetais - muitas vezes cultivados pelos índios desde muito antes da colonização portuguesa -, carnes de gado bovino e caprino, peixes e frutos do mar, variando bastante de região para região, de acordo com suas características peculiares.
Pratos característicos da Região Nordeste incluem a tapioca, o vatapá, a moqueca (ambos com frutos do mar e azeite-de-dendê), o baião de dois (feito de arroz e feijão, com diversas variedades, geralmente incluindo também carne seca, queijo coalho, manteiga da terra ou nata), o acarajé (um bolinho de feijões brancos e cebola fritado no azeite de dendê recheado com camarões, pimenta vermelha, tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional como patrimônio imaterial em 2004, o mugunzá (feito de feijão e milho, sendo doce em algumas áreas e, em outras, salgado, com lingüiça), caruru (quiabo e castanhas de caju, camarões, pimenta e alho), iguaria de origem indígena adaptado pelos escravos nos engenhos e servido aos orixás e o sarapatel.cul.brasil - xinxim
Outras comidas tradicionais são a farofa, a paçoca, a canjica, pamonha, a carne-de-sol, a rapadura, a buchada de bode, o queijo coalho, o siquilho, o alfinim, a panelada, a maria-isabel o carneiro cozido e a galinha à cabidela. Um bolo originário de Pernambuco, mas que posteriormente espalhou-se pelo país é o bolo de rolo, feito com farinha de trigo e recheado. No Maranhão, desenvolveu-se o cuxá com base em uma erva africana, a vinagreira, recebe ainda o caruru e a língua-de-vaca, outra erva.
A influência africana se estende principalmente pela costa de Pernambuco à Bahia. No restante da costa e no interior, há menos influência da culinária africana. Na costa, são comuns os mariscos, e, em toda a região, as frutas tropicais. As mais conhecidas são as mangas, mamões, goiabas, laranjas, maracujás, abacaxis, fruta-do-conde, e cajus (a fruta e a castanha), mas são muito consumidas também frutas mais exóticas, como o cajá, a seriguela, a cajarana, a pitomba e o buriti. O pequi é também comum em algumas partes do Nordeste, como no sul do Ceará, e é usado em comidas regionais. Diversas variedades de doce são comumente produzidas a partir dessas frutas tropicais, assim como mousses e bolos.
Centro-Oestecul.brasil - centro oeste O pequi é muito popular na culinária do estado de Goiás comido geralmente com o arroz. Peixe e carne das fazendas da região dominam o cardápio, juntamente com soja, arroz, milho e mandioca. O Estado de Mato Grosso do Sul, por ser um estado jovem, teve grande influência de diversas outras regiões do país, do Sul o apreço pelo churrasco e pelas massas, do Nordeste o uso da mandioca e da farinha torrada. Os povos índiginas contribuíram com a utilização de pescados, palmito selvagem e raízes, os pantaneiros tiveram grande infliência na culunária também. Devido à grandes distâncias percorrida pelas comitivas (deslocamento de grande quantidade de gado) era preciso preparar alimentos ricos em gordura e de fácil preparo, sua alimentação era basicamente churrasco com arroz, as sobras da carne assada no dia seguinte viravam um carreteiro. Também era muito apreciado o macarrão boiadeiro, é como se fosse uma espécie de sopa com pouco caldo.
Sudeste Em Minas Gerais, os pratos regionais incluem mcul.brasil - sudesteilho, carne de porco, queijo minas, o pão de queijo, o feijão tropeiro, angu, o tutu à mineira, uma pasta de feijão com farinha de mandioca e bananas fritas. Uma comida típica de São Paulo é o virado à paulista, o qual é feito com arroz, tutu de feijão (massa de feijão com farinha de mandioca), couve-de-folhas salgada e pedaços de carne de porco. Na cidade de São Paulo é possível encontrar grande variedade de culinárias, da francesa à chinesa.
O prato local no Espírito Santo é a moqueca capixaba (a qual inclui principalmente peixe e tomates), diferente do prato baiano apenas no preparo, pois o último receberia azeite-de-dendê e leite de coco.
Sulcul.brasil - churrasco No Rio Grande do Sul já é tradicional o churrasco, ou seja, carne bovina assada em churrasqueiras. A comida tradicional do estado do Paraná é o barreado, carne cozida em panelas de barro, por vezes colocadas debaixo da terra para cozinharem sob o calor do sol, e comida com farinha.
Feijoada Feijoada com diversos acompanhamentos: arroz, mandioca frita, torresmo, laranja, caipirinha, entre outros.Ao contrário da já assentada concepção do surgimento do prato nas senzalas, feito a partir das sobras de carne da casa-grande a feijoada teria surgido no século XIX a partir da adaptação do cozido à portuguesa, prato que remonta ao Império Romano e encontra seus semelhancul.brasil - Feijoadates na Itália, casouela, na França, cassoulet, e na Espanha, paella. Neste caso, os portugueses acrescentaram ao prato o feijão-preto, pois a mistura de carnes com legumes e feijão era um tabu alimentar para os colonos e, além disso, o rabo, as orelhas e os pés de porco não eram considerados restos e eram muito apreciados na Europa.
Fonte: Wikipédia

Culinária do Brasil - Alimentação diária

Durante o período colonial, o passado da maior parte da população não era muito variado e incluía a farinha de mandioca, feijões e carnes-secas. O feijão-preto é de origem sul-americana apesar de outras espécies já serem conhecidas na Europaarroz-e-feijao como o feijão-fradinho, a de consumo mais comum em Portugal. O feijão era plantação tipicamente doméstica e sua plantação e colheita estavam a cargo das mulheres, pois os homens ocupavam-se de outras plantações e do gado. Ao lado da mandioca na forma de farinha, era, como é até hoje, elemento principal da alimentação diária, espalhando-se pelo território nacional acompanhando as migrações populacionais, para o interior do Nordeste com a pecuária, para o Centro-Oeste e Sudeste com o ouro e para o Sul, devido a questões fronteiriças nos séculos XVIII e XIX. A dos escravos era composta basicamente de mandioca e milho cozidos ou na forma de farinha, feijões, bananas e laranjas e outras tubérculos. Apenas nos dias festivos havia grande abundância e diversidade de pratos à mesa.
Sem serem consideradas alimentos, as frutas faziam parte do cardápio nacional de diversas formas: ao natural, na forma de doces e na de bebidas, alcoólicas ou não, embora o hábito de beber suco seja trazido pelos portugueses, franceses e holandeses. Muitas frutas foram trazidas pelos portugueses como a jaca, a manga e o jambo no século XVIII e algumas brasileiras levadas para outras colônias. As frutas acompanham os pratos salgados, como a feijoada e as carnes, e preparados, influência indígena e africana na alimen7329frutas1tação. Algumas frutas reservavam-se para a infância e muitas superstições envolviam o consumo de outras. Como o alimento não podia ser conservado por muito tempo ao ar livre, os colonos desenvolveram doces em compota e carnes secas e salgadas. Atualmente, no entanto, as frutas são consumidas em sobremesas, sorvetes e vitaminas.
Fonte: Wikipédia

Culinária do Brasil - Imigrantes

Dos imigrantes chegados ao Brasil do século XIX ao início do século XX, como alemães, italianos, espanhóis, sírio-libaneses, japoneses, foram os alemães e italianos que deixam cozinha-brasileira-sudeste-12maiores influências na culinária nacional. Os alemães não muito numerosos, vindos de diferentes regiões da Alemanha e limitados ao Sul e Sudeste do país apenas reforçam o consumo de gêneros já utilizados pelos portugueses como a cerveja, a carne salgada, sobretudo de porco, e as batatas. Ao mesmo tempo em que mantêm o consumo de alguns gêneros como as salsichas, a mortadela, o toucinho e a cerveja, mostram-se adaptativos substituindo o que lhes falta da terra natal por matérias-primas locais. As comidas típicas da Alemanha não se difundem pelo país.
Os italianos por sua vez, em maior número e mais espalhados pelo territórioprato08 nacional conseguem impor as massas de farinha de trigo e os molhos. O macarrão italiano tornou-se alimento complementar, ao lado da farofa, do feijão, do arroz e das carnes. Além do macarrão, outras massas italianas foram trazidas como a pizza, o ravioli e a lasanha e outras comidas que não massas como os risottos e a polenta. Divulgaram também o sorvete como doce e sobremesa. Fortaleceram o gosto pelo queijo, usado em todas as massas, tanto que o queijo passa a ser consumido junto com doces e frutas, como com a goiabada, ou sozinho, assado.
Fonte: Wikipédia