sábado, 19 de julho de 2008

Feijoada

Minha preferência gastronômica, tanto para comer como para cozinhar, é a Culinária Típica Brasileira. A mistura de temperos, os sabores fortes e marcantes, são divinos e únicos.
Hoje vamos aprender um pouco sobre as origens da culinária brasileira e também temos uma típica receita de feijoada!!!
Espero que gostem!
............................................................................................

Cozinha Brasileira
A cozinha brasileira teve influências africanas, européias e indígenas.
Os índios não eram requintados no preparo da comida. Usavam o fogo para assar a caça e a pesca e comiam muitos alimentos crus. O cozimento era raro e feito em panelas de barro.
Os portugueses contribuíram com a introdução de novas matérias-primas, preparo elaborado e na difusão dos hábitos gastronômicos europeus.
Mais tarde, italianos, árabes, japoneses, alemães, espanhóis, judeus, poloneses e chineses trouxeram outros elementos e formas de preparo e vários passaram a fazer parte de nosso cardápio.
Já os africanos originaram a cozinha afro-brasileira, com sede na Bahia. A feijoada, considerada o primeiro prato brasileiro, é o símbolo da herança negra no país.
O mapa gastronômico brasileiro foi traçado conforme as intersecções de comidas de várias origens e as migrações internas no país. Podemos dividí-lo em 9 regiões : Norte, Nordeste, Salvador e Recôncavo Baiano, Centro-Oeste, Litoral, Cozinha Metropolitana, Cozinha mineira, Cozinha Caipira e Cozinha do Sul.
..............................................................................................
feijoada Feijoada à Brasileira
Ingredientes
- ½ kg de lingüiça calabresa curada
- ½ kg de lingüiça portuguesa
- ½ kg de paio
- 1 ½ kg de carne seca (melhor a de manta)
- 1 ½ kg de carne de porco salgada
- 1 peça de costela de porco salgada (mais ou menos ½ kg)
- 1 peça de costela de porco defumada (½ kg mais ou menos)
- 2 pés de porco salgados
- 3 rabos de porco salgados
- 250 g de bacon
- 1 ½ kg de feijão preto (prefira sempre feijão novo. A proporção do feijão é, mais ou menos, 1 kg de feijão pra cada 5 kg de carnes)
- 2 maços de couve
- 2 maços de cheiro verde
- 2 pimentas vermelhas
- 2 cebolas grandes
- 2 tomates maduros
- 3 folhas de louro
- 4 dentes de alho
- farinha de mandioca cru
Modo de Preparar
Pique as carnes (carne-seca e carne de porco) em pedaços de mais ou menos 10 a 15 cm. Pique a costelas, a salgada e a defumada, seguindo as ripas e corte-as em dois pedaços cada uma. Pique os pés em quatro pedaços Pique os rabos em pedaços de 7 a 15 cm (não precisa medir, vá no chute). As lingüiças deverão ser fatiadas em rodelas, retire antes a pele. Lave as carnes em água corrente e cozinhe-as, separadas a carne seca e a costela defumada, em bastante água. Cozinhe a carne seca durante 40 minutos em panela de pressão, e as demais (carne de porco, costela salgada), por 20 minutos. Pés e rabos podem ser cozidos juntos, por 20 minutos. A costela defumada deve ser cozida separadamente por 20 minutos. As lingüiças (calabresa, portuguesa e paio) podem ir juntas ao fogo, já cortadas, numa panela tapada, com dois copos d'água, e cozidas por 15 minutos. Depois de tudo cozido, carnes, rabos, pés, costelas e lingüiças, escorra a água do cozimento, e reserve tudo. Experimente o sal das carnes, deverá ter saído com o cozimento. Se não saiu, dê mais uma fervura, que feijoada sem sal tem jeito de consertar, mas salgada é caso perdido.
Lave e cozinhe o feijão em panela de pressão por 25 minutos. Vai ficar meio duro, mas não se preocupe com isso. Junte tudo numa panela grande (enorme). Carnes, lingüiças e feijão, acrescente dois litros de água fervente. E deixe cozinhar por 30 minutos. Mexa de vez em quando para não queimar no fundo. Durante o cozimento, o caldo deverá engrossar (isso depende do feijão, feijão velho não dá bom caldo). O feijão e as carnes amolecerão, chegarão ao ponto. Retire uma cuia de caldo para fazer o molho, e reserve no canto da pia. Prepare o tempero da feijoada: alho picado, frito na gordura do bacon (do qual você já fez um torresmo), cebola dourada na mesma gordura, e jogue tudo no panelão. Acrescente o louro, deixe apurar um pouco e meta lá o cheiro verde picado. Está pronta a feijoada, a consistência ideal é de lava vulcânica.
Com os torresmos do bacon faça um farofa com farinha mandioca.
A couve deve ser picada como fio de cabelo, fininha, e refogada de leve com gordura de bacon, um tico de sal para dar gosto, e é só.
Aquele caldo que você deixou de lado, vai virar molho: duas pimentas vermelhas picadas miudamente, cebola fininha, cheiro verde picadinho, tomate sem pele em cubinhos ridículos, misture tudo no caldo, e leve tudo pra mesa.
Arroz branquíssimo para contrastar com o feijão, e bom apetite.
Rendimento para 15 pessoas.

0 comentários: