sábado, 7 de agosto de 2010

Um pouco sobre a “Quinoa”


quinoa1
Hoje foi a primeira vez que fiz um prato com Quinoa. Sempre ouço falar que faz bem, que isso e aquilo e por coincidência, veio um pacotinho de quinoa no meu Kit Aletier Namorado que ficou lá guardado no armário. Hoje resolvi fazer um almoço leve e eis a solução: Quinoa!!! Antes das receitas, vou colocar aqui um pouco sobre estes grãozinhos preciosos.
“A quinoa, mesmo não sendo tão conhecida no Brasil quanto a soja ou a linhaça, grãos considerados muito benéficos para a saúde, aos poucos começa a fazer parte do cardápio dos brasileiros, que buscam os benefícios desse alimento, rico em ferro, fósforo, cálcio, vitaminas B1, B2 e B3. A quinoa possui também vitaminas C e E, embora em menores quantidades. Grão originário da Bolívia, a quinoa tem alto poder nutritivo, e além da grande quantidade de vitaminas e minerais, é bastante rica em fibras.
O consumo da quinoa é mais difundido na forma de grãos, podendo ser utilizada no preparo de pães, pudins, mingaus, massas para biscoitos ou panquecas, ou da forma que melhor agradar ao paladar do consumidor. É possível também cozinhar o grão e usá-lo na salada, ou em sopas ou junto com o arroz. No entanto, também as folhas podem ser consumidas refogadas e os botões das flores cozidos como brócolis.
Vale lembrar que é recomendável lavar os grãos da quinoa em água quente antes de consumi-los, para que sejam melhor aproveitados os valores biológicos de suas protéinas.
Outros benefícios do consumo desse cereal (que pode ser encontrado também na forma de flocos e farinha), são a prevenção de doenças como câncer de mama, osteoporose e problemas cardíacos. Ajuda, ainda, a melhorar a imunidade e a memória e a recuperar os tecidos.
Hoje em dia, quando é grande a preocupação com alimentação saudável e balanceada, a quinoa pode ser uma opção para quem tem prisão de ventre. Rica em fibra, ajuda no bom funcionamento do intestino e é boa também para quem faz dieta com o intuito de emagrecer. É que o consumo da quinoa prolonga a sensação de saciedade. Representa uma ótima fonte nutricional para populações mais carentes. Serve de opção para celíacos, já que não contém glúten e para vegetarianos, pois substitui perfeitamente o consumo de carne vermelha. E mais: é indicada para idosos e para atletas que treinam pesado.
O grão pode ser encontrado em lojas de produtos naturais e alguns supermercados.”

0 comentários: